GOLF IE – LAMBDA, TEMPERATURA DO AR E POSIÇÃO DA BORBOLETA

Universo do Mecânico

GOLF IE – Nesta aula sobre os sinais de entrada veremos os detalhes sobre o sensor de oxigênio, a posição da borboleta e temperatura do ar admitido. Vamos ao golf 1.8!

DETALHES SOBRE O GOLF IE

A grande curiosidade deste veículo é a ausência total de um sensor que mede a entrada de ar no motor, como MAF, MAP ou fluxo de ar, sendo de grande importância o sensor duplo de posição da borboleta aceleradora.

O MOTOR 1.8 do Golf I.E

A posição bem centralizada do sensor de temperatura do ar admitido bem ao lado do único injetor deste sistema auxilia a medição e cálculos da massa de ar admitida, junto do sinal do sensor TPS.

A ECU
Esta unidade Bosch, com a denominação ma 1.2.3 deve ser bem rápida nos cálculos do speed density, com os valores de rotação, posição de borboleta e temperatura do ar para calcular a massa admitida.

LAMBDA
Montada na tubulação de saída dos gases de escapamento, antes do catalisador mas afastada do coletor de admissão, temos o sensor que mede a quantidade de oxigênio nos gases do escapamento.

FUNCIONAMENTO
Após estar aquecida pela resistência de aquecimento e também pelo aquecimento lento da tubulação, este sensor gera um sinal elétrico na comparação da quantidade de oxigênio.

O SENSOR
Faz a comparação pelo sensor que mede a quantidade de oxigênio comparando e pela diferença de potencial, gera um sinal elétrico de baixa tensão direto para a unidade de controle.

O CONECTOR
São quatro fios:

  • 1. 38 sinal
  • 2. aterramento
  • 3. f18 positivo res.
  • 4. aterramento res.
  • Variação de 0,1 a 0,9 v.
  • Resistência 05 ohms.

TEMPERATURA DO AR
Serve para a medição através de um termistor do tipo NTC, que altera o sinal de tensão controlado pela ecu de 5 volts de acordo com a temperatura do ar medido pelo sensor.

PINOS 1 e 4

  • 1. 43 5v temp. ar
  • 2. f18 injetor
  • 3. 07 injetor
  • 4. 17 aterram.

DICA
O conector do injetor contempla também o do sensor de temperatura do ar admitido, assim, na troca deste conector ou falhas de mal contato devemos sempre desconfiar desta conexão.

POSIÇÃO DA BORBOLETA
É o sensor que informa para a ecu a posição exata em duas posições da borboleta aceleradora do corpo de borboleta. É muito importante o sinal do interruptor de borboleta do atuador de lenta.

PLÁSTICO
Temos no eixo do corpo de borboleta um duplo cursor, que fica encostado nesta placa de plástico com duas pistas de um potenciômetro, alimentado pela ecu, e com duas respostas.

DUPLA PISTA
Temos a pista 1 com um controle de lenta e baixa rotação, correspondente a até 25% de curso, e a pista 2 com a variação de 25 até 100% de abertura da borboleta aceleradora.

ADAPTADO
Como para o mercado original ocorre apenas a venda do corpo completo, há opções de sensores adaptados ao veículo, com um funcionamento bem regular.

DICA
Há vários modelos de substituição para este sensor TPS, desde alguns são apenas a pista do sensor, até alguns em que há um modelo de TPS adaptado ao corpo, com funcionamento regular.

PERGUNTA
TEM REGULAGEM INICIAL ESTE TPS ?

RESPOSTA
SIM. O AJUSTE INICIAL DEVE SER COM A BORBOLETA FECHADA EM 10°, VERIFICADO VIA SCANNER EM LEITURAS.

 

Vídeo aula completa:

Gostou, então acesse nossa loja virtual e confira nossas promoções.

Confira mais matérias em nosso blog.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *